Partilhe

LOCALIZAÇÃO

EXISTENTE

EXISTENTE

EXISTENTE

EXISTENTE

EXISTENTE

EXISTENTE

OBRA

OBRA

OBRA

PLANTA EXISTENTE PISO 3

DIAGRAMA

DIAGRAMA

PLANTA PISO 3

PLANTA EXISTENTE SÓTÃO

PLANTA SÓTÃO

CORTE EXISTENTE

CORTE

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

CONCLUÍDO

Borges Carneiro

O projeto teve como objetivo principal ligar duas frações autónomas de um piso amansardado e sótão de um edifício construído na última década do século XIX, situado no bairro da Lapa em Lisboa.

A planta original do piso principal, tal como grande parte das tipologias da época na cidade de Lisboa, apresentava um enfilado contínuo de salas aptas para diferentes usos. A cozinha e a única instalação sanitária do apartamento localizavam-se a tardoz. Todas as áreas eram servidas por um extenso corredor que permitia ligação transversal entre frente e tardoz da casa.

Para se adequar aos novos usos e vivências, surgiu a necessidade da redistribuição dos vários espaços da casa, melhorando significativamente as suas condições espaciais e de habitabilidade. Como princípio de atuação, decidiu-se manter o caráter original da casa, mantendo o enfilado de salas e atribuindo-lhes também a função de distribuição. Deste modo o corredor existente transformou-se numa escada interior de acesso ao Sótão, de modo a ligar os dois pisos pelo interior do apartamento.

Na reorganização espacial da casa a grande alteração proposta resultou da introdução de quatro instalações sanitárias, distribuídas pelos dois pisos e do reposicionamento da cozinha. A cozinha manteve-se como um dos espaços mais excecionais da casa, tendo sido os azulejos originais pré-existentes restaurados e recolocados nas paredes e teto.

Todas as áreas sociais ficaram abertas e permeáveis entre si permitindo que o apartamento usufrua da ventilação natural a partir das duas fachadas opostas a norte e a sul.

A intervenção total no sótão foi necessária, de forma a tornar o espaço habitável e estruturalmente estável. Foram necessários reforços no pavimento e foram retirados prumos verticais, tornando o espaço mais funcional. Introduziu-se um quarto, um grande espaço de sala e uma instalação sanitária.

Na generalidade da intervenção, foram recuperados todos os materiais e acabamentos originais da construção que caracterizam este apartamento e o estilo construtivo da época, tais como os pavimentos em madeira, paredes, portas e portadas de madeira originais.

LOCALIZAÇÃO LAPA, LISBOA, PORTUGAL

PROJETO 2016

CONCLUÍDO 2019

CLIENTE PRIVADO

ÁREA 350 M2

ARQUITETURA JOSÉ ADRIÃO – COORDENAÇÃO

FASE 1 JOÃO ALBUQUERQUE MATOS – CHEFE DE PROJETO

EQUIPA PAULO PALMA, CAROLINA CALMON

FASE 2 CAROLINA CALMON – CHEFE DE PROJETO

ESTABILIDADE ARA – ALVES RODRIGUES ASSOCIADOS

ESPECIALIDADES PENSAMENTO SUSTENTÁVEL

EMPREITEIRO DOMUS MAGNA

LEVANTAMENTO ARQUITETÓNICO PEDRO JOSÉ

FOTOGRAFIA existente Nuno Almendra E JOSÉ ADRIÃO ARQUITETOS

FOTOGRAFIA concluído Nuno Almendra

DECORAÇÃO Thierry Rondenet & Hervé Yvrenogeau 

38.711425,-9.157944
Ver mapa